Bath – Inglaterra

Bath é uma das cidades mais visitadas da Inglaterra, e isso por causa das famosas e bem conservadas Termas Romanas. Mas além dos banhos, Bath tem muito mais para oferecer como parques, igrejas e muita arquitetura romana.

Grande Terma

Grande Terma

O ponto alto da cidade é definitivamente as Termas Romanas. É uma visita que dura cerca de 2hs com custo de 15,50 libras (maio/2017). O passeio vale muito a pena. É muito interessante ver todo o funcionamento do complexo termal, além de ser a mais bem conservada terma romana do mundo.

Abadia de Bath

Abadia de Bath

Ao lado das termas romanas está a Abadia de Bath, construída em 1499. Ela tem uma torre com 49 metros de altura e para quem quiser encarar é possível subir os 212 degraus e ter uma visão privilegiada da cidade.

Ponte Pulteney

Ponte Pulteney

Próximo da Abadia esta está a belíssima Ponte Pulteney, cheia de lojas e cafés que liga o centro da cidade a Pulteney Street.

Também recomendo dar uma caminhada pelo centro e pelas ruas Milsom e New Bond Street, onde se concentra algumas lojas de grandes marcas.

Royal Crescent

Royal Crescent

Royal Crescent

Royal Crescent

Outros pontos imperdíveis são o Royal Crescent e o The Circus, ambos projetados pelos mesmos arquitetos que projetaram as termas romanas, o John Wood, o pai e o filho, ou o velho e o novo, como são conhecidos.

O Royal Crescent é um conjunto de 30 casa em formato de arco que fica em frente do Parque Royal Victoria, maior área verde da cidade. O Royal Crescent é obra de John Wood, o filho.

The Circus

The Circus

The Circus

The Circus

Próximo do Royal Crescent esta o The Circus, obra do John Wood, o pai. O The Circus é um edifício em três segmentos curvos em forma circular. No centro há três grandes árvores onde é possível parar um pouco e contemplar essa magnifica obra.

Fotos de Bath

Sobre

Chapecoense, Publicitário, Sommelier de Cerveja e aprendendo a fazer cerveja. Escritor do Rango e Trago, viajante e apaixonado por novas culturas. Me siga no Twitter, no Facebook e no Google+.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *