Cork | Irlanda

A cerca de 3h da capital, Cork é a segunda maior cidade irlandesa, porém transmite um ar muito mais tranquilo que Dublin. Mas isso não significa que a vida na cidade não seja agitada. Cork é uma cidade universitária e com uma população bastante jovem. Há muita história e muitos pubs e bares espalhados pelas ruas e vielas da cidade.

O que fazer em Cork

O Fitzgerald Park fica próximo do centro e é um ótimo local para passear e descansar depois de uma caminhada pela cidade. O parque tem bastante árvores, arbustos, esculturas e também um museu público sobre a história da cidade.

Catedral de Saint Fin Barre’s

Catedral de Saint Fin Barre’s

A Catedral de Saint Fin Barre’s é um dos edifícios mais marcantes de Cork, tanto pela história quanto pela sua arquitetura. A Catedral atual foi concluída em 1879, mas desde o século VII o local é utilizado para cultos.

Forte Elizabeth

Forte Elizabeth

Forte Elizabeth

Forte Elizabeth

Pouco mais a frente da Catedral está o Forte Elizabeth e ao lado o St Finbarrs Wall. A visita ao Forte é gratuita e vale conhecer ele. É uma experiência muito boa e agonizante, principalmente por imaginar os prisioneiros presos nos objetos de tortura expostos no forte. Além dele estar em um ponto alto da cidade e proporcionar uma visão panorâmica da cidade.

Red Abbey Tower

Red Abbey Tower

A Red Abbey Tower é a mais antiga estrutura sobrevivente da cidade, data do século XIII e ainda preserva o aspecto medieval do passado. A Abadia foi ocupada por monges até a segunda metade do século XVII, até o local passar a ser utilizado pelos militares. No século seguinte parte dos edifícios foram usados para uma refinaria que pegou fogo em 1799, e após o incêndio os edifícios caíram e as ruínas foram retiradas, com exceção da torre.

Oliver Plunkett Street

Oliver Plunkett Street

Pra quem quer ou gosta de fazer algumas compras, um lugar que não pode ficar de fora é a Oliver Plunkett Street, rua comercial de Cork. Ah, como ela também é a rua mais baixa da cidade, apenas 4 metros acima do nível do mar, ela esta propensa a inundações quando o Rio Lee transborda.

Depois de tanto caminhar e fazer compras, nada melhor que descansar e repor as energias, e o lugar perfeito pra isso é no English Market, construído em 1788 é considerado um dos mais antigos mercados de alimentos do mundo. Ali tem variedades de frutas, frutos do mar, queijos, doces, padarias, cafeterias entre outras coisas, impossível ir lá e não se experimentar algum quitute.

Bishop Lucey Park

Bishop Lucey Park

Pra quem tiver tempo, também sugiro caminhar pela margem do Rio Lee até os Castelos de Galweys Dundanios e Blackrock. O primeiro é uma ruína de um antigo castelo construído no século 16. Já o Backrock Castle foi reformado e atualmente é uma atração turística, possui um museu, um observatório, jardins e um restaurante anexo.

Sobre

Chapecoense, Publicitário, Sommelier de Cerveja e aprendendo a fazer cerveja. Escritor do Rango e Trago, viajante e apaixonado por novas culturas. Me siga no Twitter, no Facebook e no Google+.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *