Dresden: A Florença do Elba – Alemanha

Dresden é uma das cidades mais refinadas da Alemanha, é conhecida como a “Florença do Elba”. A cidade fica às margens do rio Elba, na antiga Alemanha Oriental.

Dresden

Dresden

É possível conhecer os principais pontos turísticos caminhando a pé. Pra quem vem de trem, a estação central fica a 1.6km da Igreja de Frauenkirche, a principal igreja dos protestantes. O palácio de Zwinger e a Ópera Semperoper também ficam perto da Igreja e do rio Elba.

A Igreja de Frauenkirche foi quase totalmente destruída na Segunda Guerra Mundial e permaneceu por mais 45 anos em ruínas, até ser iniciada sua reconstrução, finalizada em 2005 e seguindo a planta original da primeira igreja.

Igreja protestante (Frauenkirche) em Dresden

Igreja protestante (Frauenkirche) em Dresden

O interior da igreja foi o mais interessante das diversas igrejas visitadas na Alemanha, com cores claras e harmônicas, que passam a sensação de paz e conforto e a cúpula com pintura de quatro evangelistas, Mateus, Marcos, Lucas e João. O restante das igrejas visitadas eram impressionantes pela sua estrutura, principalmente a DOM de Colônia, mas essa se destaca pela sua beleza interior, pela harmonia das cores, o que, aliado a agradável música ambiente, conduzem a momentos de reflexão, sensação de muita paz e tranquilidade.

Igreja protestante em Dresden

Igreja protestante em Dresden

Ao lado direito da igreja há um monumento em bronze de Martinho Lutero, que permaneceu intacto aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

Igreja protestante em Dresden

Estátua de Martinho Lutero em frente a Igreja protestante em Dresden

Após visitar a igreja, é recomendado caminhar pelas ruelas da cidade e pela orla do Rio Elba, onde é possível visualizar o Brühlsche Terasse (Terraço de Brühl), o palácio Swinger e à Semperoper (Teatro Estatal de Dresden), uma das melhores óperas do mundo.

Semperoper - Dresden

Semperoper ou Teatro Estatal de Dresden

Do mirante do Rio Elba seguimos para o Palácio Swinger, que hoje é um museu que abriga grandes coleções de arte. A entrada custa apenas 10 euros e no palácio há também um museu de matemática, Mathematisch-Pyisikalischer Salon, que possui um valioso acervo de instrumentos científicos de várias épocas, como relógios, globos e sextantes, instrumento de navegação utilizado para medir distancias.

Palácio Swinger - Dresden

Parte interna do Palácio Swinger – Dresden

Na entrada do museu há um dos principais pontos turísticos da cidade, o Swinger, que fica no alto da principal porta de entrada do palácio, porém o mesmo estava em reforma e só foi possível ver pequenas partes do mesmo, por entre as grandes armações de segurança feitas para executar a reforma.

Palácio Swinger - Dresden

Swinger, o portão de entrada do Palácio Swinger em Dresden

Dresden também tem bares com ótima gastronomia e cerveja, assim, antes de retornar a estação centrar e seguir para Leipzig, aproveitamos para conhecer o bar da Augustiner para comer algo típico e tomar algumas cervejas para se hidratar e refrescar do intenso calor que estava fazendo.

Fotos de Dresden

2 Comentários para “Dresden: A Florença do Elba – Alemanha”

  1. Muito bacana conhecer mais um conterrâneo de SC blogueiro. Afinal, qual catarinense não gosta de viajar? Ainda mais para a Europa, berço dos principais colonizadores do Estado. Aqui em Timbó, a colonização alemã é muito forte e é comum ver pessoas viajando para Munique, Berlim e Dresden. Também, basta ver nas fotos tamanha beleza dos lugares das cidades alemãs e saber o principal motivo da viagem. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *