Heidelberg: A cidade romântica da Alemanha

Heidelberg é famosa por ser a cidade onde se localiza a mais antiga universidade do país (fundada em 1.386) e também por ser considerada a cidade mais romântica da Alemanha. Esse título tem por origem o romance vivido pelo Príncipe Eleitor Frederico V e sua esposa Isabel Stuart, irmã de Carlos I da Inglaterra. Isabel era chamada, por vezes, “Pérola Britânica”, pela sua beleza, e “Rainha dos Corações”, devido à sua popularidade. O casamento foi realizado na Capela Real do Whitehall Palace, em Londres, no dia 13/02/1613. Quando casaram os noivos tinham 16 anos e foram considerados o casal de sonho do seu tempo. O reinado de Frederico foi extremamente breve (entre 4 de Novembro de 1619 e 8 de Novembro de 1620), pelo que ficou conhecido como Rei de um Inverno e Isabel como Rainha de um Inverno.

Visão do Castelo de Heidelberg

Visão da cidade de Heidelberg do Castelo.

O ponto alto da cidade é o Castelo de Heidelberg, que foi reconstruído diversas vezes entre os séculos 13 e 17 por causa das várias guerras que aconteceram na cidade, como a guerra dos 30 anos e um conflito contra a França em 1689, sendo esse o que causou a maior destruição.

Castelo de Heidelberg

Castelo de Heidelberg

O castelo fica no topo de um moro, cerca de 80 metros acima do nível do Rio Neckar. A beleza do palácio é o conjunto de ruínas com partes preservadas e outras reconstruídas, as escadarias de acesso, os muros de proteção, os portões, os jardins, o verde da floresta que cerca o palácio, a vista panorâmica da cidade, do Rio Neckar e suas encostas e, é claro, a história dele.

Castelo de Heidelberg

Castelo de Heidelberg

A visita ao palácio deixou um pouco a desejar, ela é bem limitada, não é possível visitar as dependências internas, sendo um dos maiores atrativos a sua adega, onde se encontra o maior barril do mundo. Fabricado com os troncos de 130 carvalhos, ele tem mais de oito metros de comprimento, sete metros de largura e capacidade para 221.726 litros.

Adega do Castelo de Heidelberg

Maior barril do mundo – Castelo de Heidelberg

Após a visita ao castelo, durante a caminhada do palácio, que fica no alto do moro, até o centro, tomamos um banho de chuva, que atrapalhou o passeio pelo centro, mas conseguimos parar no museu da cerveja, que não é um museu, mas o nome de um restaurante. Isso foi frustrante pra quem esperava encontrar um museu de verdade, mas mesmo assim paramos lá para se secar, almoçar e beber algumas cervejas.

Restaurante Museu da Cerveja em Heidelberg

Restaurante Museu da Cerveja em Heidelberg

Durante o almoço parou de chover e o sol apareceu novamente, mas bastou colocar o pé para fora do “museu da cerveja” que a chuva voltou e decidimos pegar um taxi até a estação de trem e seguimos para Frankfurt.

Castelo de Heidelberg
Endereço: Schlosshof 1, 69117 Heidelberg
Site: www.schloss-heidelberg.de
Valor da Entrada: 6 euros

Museu da Cerveja (Restaurante)
Endereço: Hauptstraße 115, 69117 Heidelberg
Site: www.restaurantkurpfaelzischesmuseumheidelberg.com

Imagens de Heidelberg

Sobre

Chapecoense, Publicitário, Sommelier de Cerveja e aprendendo a fazer cerveja. Escritor do Rango e Trago, viajante e apaixonado por novas culturas. Me siga no Twitter, no Facebook e no Google+.

Um Comentário para “Heidelberg: A cidade romântica da Alemanha”

  1. René Karnopp disse:

    Gostei muito da cidade de Heidelberg.
    Não considero frustante o fato de algumas partes internas do castelo não ser acessível ao público. E nem o fato de o Museu da cerveja não ser um museu de verdade mas uma Restaurante como alegou alguém.
    Trata se de uma cidade para ser apreciada no atacado e não no varejo. A sua história e sua atmosfera toda especial suplantam estas eventuais ‘deficiencias’, assim como a chuva é parte da natureza.
    Enfim é uma cidade que se suplanta por si e seu romantismo, seus bons restaurantes e e sua história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *