Mosteiros Trapistas – Achel, La Trappe e Westmalle

A Bélgica é o país da diversidade das cervejas, é praticamente um paraíso cervejeiro. Lá encontramos também as famosas cervejas trapistas, feitas por monges.

Há grande número de mosteiros trapistas que fabricam diversos produtos para seu sustento como licores, queijos, pães, geleias, sabonetes entre outros, mas há sete mosteiros que produzem cerveja, e são estes que interessam.

São seis mosteiros belgas (Westmalle, Westvleteren, Chimay, Orval, Rochefort e Achel) e apenas um holandês, o La Trappe (esse dado é de 2013, atualmente são 11 mosteiros trapistas que produzem cerveja).

Visita aos Mosteiros Trapistas

Como não era possível conhecer todos os mosteiros, tive que escolher apenas três para visitar em apenas 1 dia. Pela localização escolhemos o mosteiro de Achel, La Trappe e Westmalle.

Mosteiros Trapistas

Estrada que leva ao Mosteiro da Achel

Para facilitar e agilizar a viagem, alugamos um carro com GPS, e saímos de Antuérpia. Percorremos mais ou menos 250km percorrendo estradas interioranas com pouco movimento e pequenos vilarejos, todos calmos, simpáticos, organizados e tranquilos.

Mosteiro Achel

Acordamos cedo e seguimos para o Mosteiro Achel, que fica na fronteira entre Bélgica e Holanda.

Todo o caminho impressiona, principalmente quando nos aproximamos da Abadia, são estradas de interior, bonitas, calmas e bem arborizadas. Durante o percurso é comum ver muitos ciclistas e pessoas caminhando. A arquitetura das casas também chamam a atenção, são simples e simpáticas.

Mosteiro Achel

Mosteiro Achel

Chegamos cedo no Mosteiro da Achel, por volta das 10:30 e apenas o mercadinho, ao lado do mosteiro, estava aberto. Nele é possível comprar uma grande diversidade de copos e cervejas trapistas, além de queijos e pães.

Esperamos mais um pouco até o restaurante do mosteiro abrir, pouco a frente do mercado, onde é possível experimentar algumas cervejas da Achel on tap, além de também poder comer algum lanche.

Mosteiro Achel

Sala de Brassagem do Mosteiro Achel

De dentro do restaurante também dá pra ver a cervejaria da Abadia, que é bem pequena em relação aos outros mosteiros.

Achel
Sint Benedictus Abdij
Endereço: 
De Kluis 1. B-3930 Hamont-Achel
Telefones: +31 (0)40 206 91 92 – Holanda
Site: www.achelsekluis.org

Mosteiro La Trappe

Saímos do Mosteiro da Achel e percorremos 56km em direção a Abadia de Koningshoeven, a La Trappe. O caminho entre estes dois mosteiros é feito somente por vilarejos que dão a impressão de paz e tranquilidade.

Mosteiro La Trappe

Frente do Mosteiro La Trappe

O Mosteiro da La Trappe tem uma visita guiada pela cervejaria, 10 euros por pessoa (Nov/13), e além da visita eles passam um vídeo e um copo de cerveja para ser degustado. Mas como a visita só é feita às 14hrs, não fizemos ela, já que chegamos ao meio dia e isso ia roubar muito nosso tempo. Mas, antes de seguir a diante, aproveitamos para comprar algumas coisas na loja do mosteiro, principalmente chocolates feitos por eles para degustar durante o caminho para o mosteiro seguinte.

Mosteiro La Trappe

Bar e Restaurante do Mosteiro La Trappe

A La Trappe também possui um restaurante agregado onde é possível comer algo e beber as cervejas fabricadas por eles.

La Trappe 
Bierbrouwerij de Koningshoeven B.V.
Endereço:
 Eindhovenseweg 3, Berkel-Enschot, Postbus 394, 5000 AJ Tilburg
Telefones:
 +31 (0)13 535 81 47
Site: www.latrappe.nl

Mosteiro Westmalle

De volta a Bélgica e a 65km do mosteiro anterior, chegamos ao Mosteiro de Westmalle, o que pareceu ser o mais recluso dos três mosteiros visitados.

Mosteiro Westmalle

Mosteiro Westmalle

Para beber as cervejas desta abadia, é preciso atravessar uma rodovia para chegar ao restaurante a frente, que vende as cervejas na pressão. Este foi o restaurante menos caracterizado com o mosteiro, não parece ter ralação com ele, já que esta longe e não enfatiza tanto a marca Westmalle.

O Westmalle foi o único mosteiro que foi possível contornar a pé, e deu pra perceber que a produção de cerveja deles é muito grande, já que havia enorme quantidade de engradados no pátio a serem carregados. Além da cervejaria também foi possível ver a criação de gado leiteiro e a plantação de cereais deles.

Abdij der Trappisten van Westmalle
Endereço: Antwerpsesteenweg 496,
B-2390 Westmalle
Telefone: +32 3 312 92 22
Site: www.trappistwestmalle.be

Fotos dos Mosteiro Trapistas

8 Comentários para “Mosteiros Trapistas – Achel, La Trappe e Westmalle”

  1. Marisol disse:

    Olá, Ricardo, sua matéria é realmente muito informativa! Excelente!!! Só não ficou claro se dá pra visitar a fabricação dessas cervejas e se paga para entrar. Você saberia me dizer?
    Obrigada,
    Marisol

  2. Julio Braga Moreira disse:

    Show a materia Ricardo!!…👏👏👏👏
    To indo na Belgica agora em setembro, dai quero conhecer pelo menos 01mosteiro…. Sabes informar se existe algum transporte publico (term ou onibus) que faca a rota de algum desses mosteiros??

    • Oi Julio,

      infelizmente não sei te dizer isso. Mas acredito que deve haver sim.

      Boa viagem

    • Luis Veles disse:

      De Amsterdã, pegue um trem na Estação Central em direção a TILBURG. O trem fará baldeação em Breda ou Ultrach, desça e aguarde o trem para Tilburg, geralmente não demora mais do que 5 min, estará indicado o número do trem no bilhete. Chegando em TILBURG (tudo demora uma hora, mais ou menos), desça do trem e vá em direção a saída principal. Assim que sair, vire à direita e logo ao lado existem vários pontos de ônibus. Procure o nº 141 – Koningshoeven, ele vai te deixar em frente a La Trappe (20min), impossível não ver. Na volta, há um ponto de ônibus do outro lado da rua onde você desceu na ida, pegue o mesmo ônibus e faça o sentido inverso até Amsterdã. 3 dicas: compre os bilhetes de ida e volta no trem e no ônibus, ficam mais baratos comprados os dois sentidos; quando descer em frente a La Trappe, atravesse a tua e olhe os horários da volta, eles estão na placa, tire foto e vá para lá somente quando estiver perto do horário, a frequência não é das grandes; na La Trappe, faça o tour + degustação de petiscos acompanhados das cervejas, é maravilhoso. Boa viagem!

  3. Renan disse:

    Bom dia! Parabéns pelos posts, está me ajudando muito!!
    Gostaria de saber alguns detalhes:
    – É fácil usar o GPS lá, mesmo em estradas do interior?
    – Existe algum procedimento a ser feito para passar de carro a fronteira da Bélgica para a Holanda?
    – É preciso informar a locadora do carro que iremos mudar de país?
    Muito obrigado e novamente parabéns pelo blog amigo.

    • Olá Renan,

      Usar o GPS é bem tranquilo, não tive problema nas estradas do interior, só lembra de solicitar um GPS que seja possível traduzir para o Português de Portugal, caso tu prefira.
      Sobre as fronteiras, não precisa avisar e nem se preocupar em mudar de país na Europa, o acesso é livre entre eles.

      Abc e boa viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *