Parque Nacional de Itatiaia: Pico das Agulhas Negras – Rio de Janeiro

O Parque Nacional de Itatiaia foi o primeiro parque criado no Brasil, em 1937. Faz parte da Serra da Mantiqueira e abrange parte dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, quase divisa com o Estado de São Paulo, e possui o quinto ponto mais alto do país, conhecido como Pico das Agulhas Negras.

Parque do Itatiaia: Morro do Couto

Parque do Itatiaia: Morro do Couto

O Parque é dividido em duas partes, a baixa e alta, que recomendo visitar em pelo menos dois dias. A parte baixa tem cachoeiras e as caminhadas são mais tranquilas, além de ter melhor estrutura para receber os visitantes, como restaurantes, hotéis e pousadas. Já a parte alta tem trilhas mais longas e pesadas, porém com visuais panorâmicos mais bonitos.

Mirante do último adeus em Itatiaia

Mirante do último adeus em Itatiaia

Para quem for se programar para passar um fim de semana no Parque, sugiro começar pela parte alta, que é mais puxada, e deixar as cachoeiras e trilhas da parte baixa para relaxar no segundo dia.

Parte Alta do Parque Nacional de Itatiaia

A melhor forma de chegar na parte alta do parque é pela cidade de Resende, no Rio, seguindo a BR 485, até a cidade mineira de Itamonte. O limite entre estas duas cidades é conhecido como Garganta do Registro e, a partir deste trecho, são mais 14km de subida por estrada de rípio, que apesar de não estar em boas condições, é possível ir com um carro popular.

A rodovia termina no Posto Marcão, onde é obrigatório fazer o cadastro de visitante e seguir a pé pelas trilhas. Há uma exigência para quem for subir o Pico das Agulhas Negras, ter experiência em escaladas e equipamento próprio ou, caso contrario, é obrigatório o acompanhamento de guia.

Início da Trilha para a Agulhas Negras

Início da Trilha para a Agulhas Negras

Ponte no caminho das Agulhas Negras

Ponte no caminho das Agulhas Negras

Caminho das Agulhas Negras

Caminho das Agulhas Negras

Vista de baixo das Agulhas Negras

Vista de baixo das Agulhas Negras

Porém, mesmo sem nenhuma destas exigências é possível chegar a base do Pico, além da possibilidade de subir em outros picos próximos, como a Pedra do Altar e a Asa de Hermes, que ficam na mesma direção do Pico das Agulhas Negras.

Ambos os picos da Pedra do Altar e Asa de Hermes tem 3km de distância a partir do Abrigo Rebouças, e começam de forma fácil até pouco mais da metade e depois ficam com dificuldade moderada por causa das fortes subidas.

Início da subida do Morro do Couto

Início da subida do Morro do Couto

Morro do Couto

Morro do Couto

Outro ponto que tem um visual muito bonito é o cume do Morro do Couto, que fica a 3km do Posto do Marcão, porém, praticamente todo o percurso dele é moderado e íngreme, e mesmo que seja a atração mais próxima da entrada do parque, sugiro deixar ele por último, para não gastar a força para fazer as outras trilhas.

Após fazer as caminhadas, nada melhor que um banho de cachoeira, e, pela localização, a Cachoeira das Flores é uma ótima opção. Ela fica cerca de 500 metros do Abrigo Rebouças, sendo esse percurso de fácil acesso, porém o trecho entre a estrada e a cachoeira, cerca de 30 metros, é de uma descida íngreme que deve ser feita com cuidado, mas que vale a pena.

Cachoeira das Flores

Cachoeira das Flores

A Cachoeira das Flores tem uma queda com cerca de 10 metros e um poço que dá para nadar um pouco. O difícil é entrar na água, que é bastante gelada, mas vale o esforço para relaxar e seguir para o próximo destino.

Abrigo Rebouças

Abrigo Rebouças

Para quem quiser, é possível passar a noite no parque, acampando ou no albergue. Ambos ficam no Abrigo Rebouças, que está a aproximadamente 3km da entrada do parque, sendo o acesso por estrada de rípio. No entanto, para pernoitar é necessário fazer reserva com pelo menos 30 dias de antecedência no site www.icmbio.gov.br.

Parte Baixa do Parque Nacional de Itatiaia

A Parte Baixa do Parque é mais tranquila de fazer que a Alta. As trilhas até as cachoeiras são mais curtas e melhor estruturadas. O melhor acesso à parte Baixa é pela própria cidade de Itatiaia.

Inicio da trilha da cachoeira véu de noiva

Inicio da trilha da cachoeira véu de noiva

Parte das trilhas tem como ponto de partida o Centro de Visitantes e o Complexo do Maromba. A partir do Centro de Visitantes fiz apenas a trilha do Lago Azul, que é bem fácil, porém com subida moderada no percurso de volta.

Centro de Visitantes em Itatiaia

Centro de Visitantes em Itatiaia

Já no Complexo do Maromba há uma sequencia de 3 cachoeiras, a Itaporani, Véu de Noiva e do Maromba. No dia que fui, a Itaporani estava fechada e só foi possível aproveitar as outras duas.

Cachoeira do Maromba

Cachoeira do Maromba

Cachoeira Véu de Noiva

Cachoeira Véu de Noiva

A Cachoeira Véu de Noiva é linda, com queda de água bem alta, porém o local para banho é escasso e cheio de pedras, diferente da Cachoeira do Maromba, que tem uma queda menor, mas forma uma piscina grande na base dela que da para nadar tranquilamente.

Ainda há outros roteiros na Parte Baixa, mas que exigem mais disposição e preparo, como a Trilha dos 3 Picos, por exemplo.

Dicas para fazer as trilhas

Estas dicas são principalmente para a parte alta, já que exige mais tempo e esforço, mas que não devem ser desconsideradas na parte baixa.

  • Leve no mínimo uma garrafa de água grande com cerca de 1L por pessoa. Mesmo tendo água corrente potável, há alguns trechos onde essas fontes também são escassas
  • Protetor solar é item indispensável, como a vegetação na parte alta é campeira, não há sombra no percurso
  • Bonés, chapéu, óculos de sol, camisa manga longa e/ou calça para se proteger do sol também são recomendados
  • Repelente de insetos para se proteger deles
  • Bolachas, barras de cereais, alguns lanches rápidos ou similares também são uma boa opção de se levar. Mas, sempre cuide para não jogar plásticos e papéis no chão, leve sempre com você e jogue seu lixo nas lixeiras do Posto Marcão ou no Abrigo Rebouças
  • Capa de chuva e uma roupa corta vento. O tempo é muito instável, há momentos com muito vento e frio, e outros de muito calor
  • Mochila para levar o excesso. É importante carregar o peso em adicional como água, alimento, equipamento e outros em uma mochila, assim as mãos ficam livres no caso de algum escorregão ou para ajudar no equilíbrio em algumas partes da trilha
  • Caso for pernoitar na Parte Alta, lembre-se de agendar com antecedência, tanto o acampamento quanto o albergue

Fotos de Itatiaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *